quarta-feira, junho 13, 2007

dia triste para mim!

Hoje é um dia triste para mim! Apesar de previsível confesso que o abandono do Futebol de Baía é para mim um choque tremendo!

Desde que sei que gosto de futebol, sempre admirei Vítor Baía e agora vê-lo abandonar o futebol é complicado! Sempre foi um exemplo pelas qualidades de guarda-redes e pela própria personalidade dentro e fora do campo! Sinto que podia ainda defender por mais anos! Sei que sou suspeito mas Baía ainda está no gozo de todas as suas faculdades físicas! Mas enfim!

Dentro de campo Baía conseguiu ganhar:

-1 Taça Intercontinental (04/05),; 1 Champions League (03/04); 1 Taça UEFA (02/03); 1 Taça das Taças (96/97);- 10 vezes campeão de Portugal (89/90, 91/92, 92/93, 95/96, 98/99, 02/03, 03/04, 05/06, 06/07); 6 Taças de Portugal (90/91, 93/94, 99/00, 00/01, 02/03, 05/06); 8 Supertaças de Portugal (90/91, 91/92, 93/94, 94/95, 98/99, 00/01, 02/03, 05/06); 1 vez campeão de Espanha (97/98); 2 Taças de Espanha (96/97, 97/98).

Recorde-se que foi dado por muitos como acabado para o futebol devido a graves lesões nos joelhos e após isso foi apenas vencedor dos grandes troféus a nível mundial: liga dos campeões (nesse ano por exemplo melhor guarda-redes), taça uefa ou taça intercontinental

Ganhou inúmeras distinções individuais de organismos nacionais e internacionais.

É o futebolista com mais troféus a nível planetário, e obteve-os quase sempre no clube do coração, o que ainda aumenta a importância!

Lamento que não tenha tido um jogo de despedida na selecção nacional. É um senhor do futebol mundial e foi muito mal tratado por aquela gente da federação.

"Vítor Baía troca a baliza pelas Relações Externas

Ao fim de cerca de 20 anos de carreira, Vítor Baía decidiu trocar a baliza do F.C. Porto por uma nova oportunidade enquanto director, continuando assim ligado ao clube que sempre representou «com muito orgulho» e no qual espera iniciar um ciclo «igualmente brilhante» àquele que termina agora.

Visivelmente emocionado, Vítor Baía explicou que o momento de colocar um ponto final na carreira de jogador «não é fácil», mas a permanência no F.C. Porto é algo que vê com «muito agrado», desejando apenas «estar à altura das responsabilidades do clube».

O agora responsável como Director das Relações Externas da F.C. Porto, SAD não quis deixar também de agradecer a todos os que o ajudaram ao longo da sua carreira de guarda-redes, quer nos azuis e brancos quer no Barcelona, sublinhando estar «orgulhoso» por tudo o que fez no mundo do futebol.

Um sentimento partilhado por Jorge Nuno Pinto da Costa, que encarou a retirada de Vítor Baía «não como uma despedida, mas como o princípio de uma carreira tão grande e deslumbrante como a que realizou enquanto jogador», estando certo de que ambos irão beneficiar com esta nova ligação.

«Gostava de dar os parabéns ao Vítor e assegurar-lhe que, apesar do apreço que alimentamos por ele, só lhe atribuímos estas funções porque realmente acreditamos nas suas qualidades», vincou o presidente do clube, descrevendo melhor essas mesmas funções: «Vai ser responsável pelas relações com as diversas entidades internacionais e pelo plano de relançamento da marca F.C. Porto».

Jorge Nuno Pinto da Costa anunciou ainda que Vítor Baía terá direito a uma «merecida» despedida oficial, no Estádio no Dragão, prometendo a realização de um jogo durante a pré-época para o efeito, no qual terá a oportunidade de ser saudado, no campo, por todos os sócios e adeptos do F.C. Porto." in www.fcporto.pt




4 comentários:

o guardião disse...

Não percebo muito de futebóis, mas o homem ganho de facto muita coisa. É normal que figuras com carreiras longas no mesmo clube e com muitos exitos fiquem por lá, como exemplos para os mais novos.
Abraço

adrianeites disse...

pois.. tinha 8 anos quando ele emergiu no fcporto!
cp's

cesario.leite disse...

Antes de deixar o meu comentario, gostaria de felicitar o meu colega e amigo Adriano que tem feito um excelente trabalho neste Blog.
Em relação ao Baía, partilho da mesma opinião do Adriano, pois neste futebol onde reina cada vez + a corrupção e o anti-desportivismo,e falta de civismo, pois como o adriano diz o Baía deu muito à selecção/Portugal e não teve sequer direito a uns parabéns, vou querer ver quando figo para o ano o fizer tb, como irá reagir a fpf. este Sr.deixou bem vinculada a sua marca quer a nivel profissional quer a nivel de solidariedade.
Enfim perdem-se uns vêm outros, o mundo é mm assim.
PARABENS BAIA

adrianeites disse...

muito obrigado pelas palavras!

aproveito para agradecer a visita e concordar com as tuas sábias palavras!

volta sempre!