quinta-feira, agosto 16, 2007

Bipolarização

carregue na imagem para ver on-line!
nas vezes que verifico as visitas no meu blog verifico que, até num blog, há bipolarização!

o continente africano não regista uma única neste blog, o que significa que o acesso à internet é uma utopia ainda na Grande Àfrica! Quando fazemos blog seguinte vamos parar num blog ao calhas recentemente actualizado! muito ainda se tem de fazer naquele continente, os próprios e claro a TRIADE (UE, JAPÃO E EUA). São demasiadas assimetrias para o século XXI!


A propósito... existem ONG's perfeitamente crediveis para que cada um nós possa ajudar aquilo que queira e possa... Eu tenho dado donativos à Unicef, mediante as minhas possibilidades obviamente...

9 comentários:

aryana disse...

Obrigada pelo seu comentário.
Deixe que acrescente o seguinte:Tudo, incluindo obviamente as tecnologias da informação estão polarizadas.No nosso pequenino Portugal,existem regiões no norte e até no sul, onde a palavra net nada significa,apenas o telemóvel é conhecido e pouco.É bom não esquecer que ainda há localidades desprovidas de electricidade e saneamento básico.A própria sociedade nacional,tendencialmente e vertiginosamente está a caminhar para dois só polos:os ricos e os pobres.
África?É um paradigma mundial!!que faz doer muito,face á hipocrisia do mundo !dito!civilizado.
Sempre que posso contribuo para causas humanitárias,mas meu amigo,custa muito ver e ouvir como e aonde vão parar muitos dos nossos contributos!!Sabia que milhares de toneladas de alimentos depositados no banco alimentar contra a fome em Alcãntara,são anualmente incinerados porque não são canalizados para onde e quando deveriam?
Estamos globalmente a ficar demasiado insensíveis...
Saudações

adrianeites disse...

tenho conhecimento da incineração de alimentos.. infelizmente,...

De facto o nosso Portugalinho ainda tem situações de muita precaridade... as noções de mercado imperam e a questão de equidade governamental é uma miragem!

cp's

Tiago R Cardoso disse...

Infelizmente é ainda assim, mas vi uma reportagem à pouco tempo sobre uma organização "One Laptop per Child", com o objectivo de, a custos reduzidos, colocar computadores em crianças de países do terceiro mundo, ao qual se juntou a Intel, depois de alguma discussão entre as duas, finalmente tem um acordo, esperemos que os objectivos sejam alcançados.
Aconselho ver :
http://laptop.org/index.pt_BR.html
http://www.intel.com/portugues/pressroom/releases/2007/0716.htm

C Valente disse...

Bom fim de semanas
com muita vida
com saudações amigas

o guardião disse...

A riqueza atrai riqueza e a leberalização e as regras do mercado, prevalecem contra a função dos governos que DEVERÍA ser a de proceder à sua redistribuição.
Enquanto muitos se empanturram, outros morrem à míngua.
Cumps

césar Luciano disse...

internet é importante, sem duvida. Mas existem outro tipos de bens ou serviços em que em Africa Ha garnde carencia.

Belzebu disse...

Infelizmente as carências em África são de uma dimensão que muitas vezes nos escapa! As ONG´s ainda vão sendo as únicas que escapam a interesses e pressões e conseguem desenvolver um trabalho meritório e que merece ser apoiado!

Um abraço infernal!

quintino disse...

O problema, meus caros, é como diz a Aryana. Estamos globalmente a ficar demasiado insensíveis.
E, já agora, desculpem-me a acidez mas a quantos de nós não se revela humanitariamente útil verter uma lágrima por uma criança africana que morre à fome na savana e virar a cara ao lado ao caso lá do fundo da rua?
E ainda outra farpa... as Organizações Não Governamentais fazem, de facto, um trabalho louvável mas daí a até estarem imunes a pressões, campanhas de imagem, lutas de poder e afins vai um enorme passo. O problema é que, se calhar, se não existissem as coisas ainda seriam piores...
Finalmente, a geopolítica e a globalização ajudam a explicar algumas coisas mas não tudo.
A culpa não mora unicamente do lado de cá. Também mora do lado de lá.

Odysseus disse...

Basta olhar para a história do continente para percebemos que o desenvolvimento dificilmente acompanhará nos próximos tempos o evoluir tecnológico do mundo. Enquanto aqui um miudo de 4 anos pede aos pais PSP's eles lá pedem comida.
Cultivem primeiro o continente e depois comecem a cultivar as pessoas.