domingo, novembro 25, 2007

Abaixo a Violência de Género!


a São deu a ideia de postar hoje sobre a violência doméstica qua tem vitimado mulheres atras de mulheres..
deixo aqui o que me motivou a postar sobre isto:
"Olá!Venho hoje falar-vos de violência de género. Que em Espanha já vitimou, só desde o início de 2007, sessenta e oito mulheres!! Em Portugal, como de costume, não há números, não há estudos, não há nada...Assisti ontem no canal de televisão da Andaluzia a um debate sobre o tema da violência doméstica, que se abate particularmente sobre a mulher, e que pode ser de vária ordem : física, económica, psicológica...O motivo próximo foi o assassinato à facada de uma rapariga russa de 30 anos, que tinha estado com o confirmado maltratante e presumível assassino no programa " El Diário de Patrícia" da Antena 3 , dois ou três dias antes de ser morta ( deixando orfã uma criança de dois anos).O painel foi constituído por :>Angela Garcia ( médica nas Urgências de um hospital em Córdoba)>Pilar Troncoso (advogada)> José Maria Mendiluce (escritor , com propostas para a igualdade)>Miguel Lorente (advogado)> Erick Pescador (sociólogo e membro de " Homens Para A Igualdade")>Adela Utrera ( advogada da Proteccção às Mulheres, Málaga)>Soledad Ruiz ( Directora do Instituto da Mulher , Andaluzia)> Mercedes de La Merced ( Presidente de uma Instuição feminina)Como podem imaginar, o debate foi muito interessante de seguir, até porque houve recolha de outras opiniões para lá das pessoas acima referidas.As conclusões, sem divergência de maior, são de que :* A denúncia é muito importante.* O maltrante exibe comportamentos distintos em casa e em sociedade, enganando assim quem conhece o casal: é agressivo no lar e "um cavalheiro" fora.* O agressor entende a mulher como propriedade sua, como um objecto.* Existem mulheres dependentes afectivamente de quem as maltrata, dificultando assim (ou mesmo impedindo) o apoio que lhes possa ser prestado.* As três religiões do Livro ( Islâmica, Judaica, Cristã) humilham e excluem a Mulher, diabolizando-a .* A comunicação social não trata o assunto da melhor forma, fixando-se na morbidez dos pormenores violentos, além de se preocupar quase em exclusivo com as audiências.* Não há muitos recursos de apoio às vítimas e suas crianças, quando estas existem.* As penas são benévolas e com hipótese de saída antecipada por bom comportamento.*A sociedade actual é machista, violenta e sem valores.Ora como podem ver o panorama não é animador. No entanto, podemos tentar invertê-lo através da educação ( embora esta não seja tão determinante como afirmava Watson).Violência doméstica sempre existiu, tal como abusos sobre crianças a nível sexual e outros. Só que , felizmente, as vítimas e a sociedade, em geral, começam a reagir.Os agressores , por vezes, nem sequer têm capacidade empática para entenderem a gravidade dos seus actos : o terrível quadro de Frida Khalo que tive oportunidade de contemplar no Centro Cultural de Belém (Lisboa) foi inspirado na frase de um homem que, achando a sentença muito dura pelo assassínio da sua companheira, disse ao juiz: "Mas foram só umas facadinhas!!..."E, convenhamos, alguns homens andam completamente desvairados com a perda do poder que durante milénios exerceram sem restrições sobre as mulheres!!E há outra condicionante: o modelo que uma sociedade conservadora e uma religião misógina impõem ao próprio sexo masculino, ainda hoje.Agradeço aqui, publicamente , ao meu caro amigo Desiderio Benito a sua postagem de denúncia e repúdio feita no seu blogue "Béjar, mis raíces lejanas".Acabo com a seguinte proposta : que comemoremos o Dia Mundial Contra a Violência de Género (25 de Novembro ) com uma blogagem colectiva desta frase ( ou semelhante):ABAIXO A VIOLÊNCIA DE GÉNERO: HUMANIDADE NÃO TEM SEXO!!Desde já o meu agradecimento pela adesão!" in http://saobanza.blogspot.com/

7 comentários:

Vieira Calado disse...

Apoio a iniciativa, claro!

São disse...

GRATÍSSIMA PELA ADESÃO!!

Tiago R Cardoso disse...

Muito bem, têm o meu apoio.

Papoila disse...

Abaixo toda a violência, Força e coragem na denuncia.

Beijos
BF

7 Pecados Mortais disse...

Estou solidário com a causa. Já que estamos a falar de um tema muito importante aproveito para reverem o post que já tinha feito no meu espaço em Outubro, chamado o Silêncio do medo. Vejam novamente. Abraços.

Laurentina disse...

Tens o video lá em casa se quiseres ver...do programa Diario de Patircia Antena 3.

Estou contigo.

Beijão grande

quintarantino disse...

Apesar de não termos inserido a frase. estamos obviamente solidários.
Estivemos, também nós, sujeitos a um certo tipo de violência, também ela decorrente da intolerância.