sexta-feira, janeiro 04, 2008

Porque raio são eles vendedores?
Porque carga d’agua escolheram eles trabalhar directamente com pessoas?
No outro dia jantei no “Kebabs” do Minho Center (Carrefour Braga). O dono (gerente) é uma pessoa completamente mal encarada, olha para o cliente com a face cerrada e até desconfiada.
Mais grave do que isso é o facto de atirar os talheres para cima do balcão e não dizer sequer boa noite na abordagem aos clientes mas sim 8€!
Basicamente este hoteleiro tem tudo aquilo que um profissional deste ramo não pode ter. Este Senhor Infelizmente não é caso único e por isso são inúmeros os casos de comerciantes que subestimam a inteligência dos consumidores.
No meio disto tudo intriga-me profundamente o facto de não perceber como é que pessoas que não têm aptidões mínimas para lidar com pessoas/clientes escolherem esse modo de vida como profissão. Será que estes comerciantes acreditam que tratando mal os clientes os estão a fidelizar? Será que estão a marimbar para os clientes e que se não cativarem aqueles outros virão?

Comecei a minha vida profissional como Barman num Hotel 4 estrelas. Acumulava esta profissão com a conclusão do 12º ano e no desenrolar da minha profissão (que confesso muito gostava) tive muitas vezes de ser cínico para abordar todo e qualquer cliente com um sorriso, ainda que ténue..claro!
No fundo quando desempenhamos uma profissão que gostamos as coisas tornam-se muito mais simples e por isso temos maior capacidade para termos sucesso no que fazemos. Escrevo hoje sobre isto pois detesto ser atendido por alguém que aparenta fazer o favor de o fazer quando na verdade devia estar todo contente por ter trabalho!

A propósito do bar ainda hoje sinto as saudades do meu shaker onde inventei por exemplo o “sweet peach” (1 dose de triple sec, 1 de artic peach, 1 dose sumo de pêssego) e claro da expressão mais espectacular que um hóspede pode dar a um barman “keep the change!”. Apesar de muito gostar da arte de combinar bebidas optei pela área financeira como modo de vida. Nesse mesmo hotel fui convidado para a administração onde me manti durante 2 anos. Depois dai licenciei-me, estagiei numa empresa de consultoria financeira/contabilidade, ingressei nos quadros dessa empresa, sai mais tarde para outra empresa e mais recentemente ingressei num grupo de empresas onde tenho trabalho, muito trabalho…lol

Ooops.. Já me alonguei…. Sorry!


24 comentários:

quintarantino disse...

Alonga-te, pá, alonga-te.. mas é em fornecer segredos e técnicos de bebidas... anda lá ...

Zé Povinho disse...

O atendimento do público é uma arte e nem todos estão talhados para isso, como aliás acontece na maioria das profissões.
Sempre ficámos a saber um pouco mais sobre o autor do blog e sobre o sweet peach, que ainda hei-de experimentar.
Abraço do Zé

Tiago R Cardoso disse...

Aguarda-se por mais desenvolvimentos sobre possíveis bebidas.

De facto muito acreditam que estão a fazer um favor ao cliente em servi-lo.

Papoila disse...

Pois é mas a maioria das vezes somos mesmo atendidos como se nos estivessem a fazer um favor ...

Beijos
Bom Ano
BF

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá amigo, já vivitas-te o meu cantinho das Fotos ?
Tenho lá prendas para ti.
Bom fim de semana.
Muitos beijinhos,
Fernandinha

Sol da meia noite disse...

É um problema, meu amigo, quando as pessoas estão contrariadas nos lugares que ocupam... ou quando se acham os maiores...

Beijinhos

C Valente disse...

Para situações destas bom remédio, Não voltar,criticar e obrgado pelo aviso, eu por lá não passo
Bom ano 2008, e que tudo corra á medida do seu desejo
Saudações amigas

Professorinha disse...

Cá está o grande problema em Portugal! Não há profissionalismo na coisa. As pessoas não sabem distinguir o trabalho do pessoal...

Fica bem

http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt disse...

mas tu sabes que essas pessoas mal humoradas e mesmo sendo donas do ramo onde estão ,não quer dizer que seja isso que elas queriam para as sus vidas? isso nao justifica o facto de a pessoa ser mal atendida,mas quando nao se faz o que não se gosta o resultado é esse. :) mas por acaso aqui onde moro há um senhor que é dono de um pronto a comer que o homem é um horror de má disposição ,nunca vi aquela cara com um sorriso ,até assusta.
um bom domingo e um bom dia de Reis para ti e um sorriso no rosto :)
bjo
carla granja

O Guardião disse...

A pessoa errada no lugar errado, e infelizmente há muito disso. Para mim também há quase sempre estabelecimentos alternativos, e vingo-me...
Cumps

tambemachoquesim disse...

Infelizmente, tudo aponta para que, cada vez mais, no futuro, nos deparemos com "profissionais" amargos, a destilar má educação, querendo atirar para cima dos outros com as suas frustrações e azedumes.

Wiscat a Feiticeira disse...

PaZ!!!

Foste ao Kebabs!!! Eu gosto muito de ir lá trincar qualquer coisa (pão mt bom ^^) a razão está do teu lado, já houve más recepções naquele establecimento mas tb já fui mt bem tratada... todos temos dias maus! (coitadinho de quem quem fosse atendido por mim com os dias que tenho ^^') Mas também é verdade que faço um esforço heróico para n descarregar nos outros ^^...

Um bom 2008!!!

(és de onde???)

Bjes enfeitiçados e até tempos!!!

Miguel Ângelo disse...

Adrianeites, tens toda a razão, já não há malta educada e com civismo como nós. Não será assim?!
UM abraço e BOM ANO de 2008...

Pipinha disse...

Infelizmente há sítios assim, e pela mesma porta que entro pela mesma porta que saio! Não tolero mau profissionalismo seja qual profissão for! Beijinhos e bom ano! :)

Cadeirão disse...

A culpa é nossa em virtude de apesar recriminarmos continuamos a frequentar e ou a utilizar os serviços.
Por exemplo quando vamos atestar o carro quantas vezes após termos sido funcionários da estação de serviço quando vamos pagar temos um mau carácter a espera para receber e ainda nos vender o favor?
Se todos os automobilistas por um único dia atestassem onde houvesse funcionários certamente que as gasolineiras iam perceber e o Sócrates viria agradecer pela criação de muitos postos de trabalho.

Modernices também se pagam

São disse...

Viva!
Já saí duas ou três vezes de restaurantes por causa desse tipo de situação e a alguns outros não mais voltei.
Feliz 2008!

JOY disse...

caro amigo acho que todos nós ´de uma forma ou de outra já fomos confrontados com ese tipo de atitude, esse dito empresário defenitivamente não têm o minimo gosto naquilo que faz porque senão agiria de outra maneira e o único motivo porqua continua a ter o seu negócio aberto é não contar com o cliente certo mas sim com o de passagem tão caracteristico dos Centros comerciais,na rua provavelmente teria de mudar de atitude ou fechava a loja.
Senão for pedir muito venha lá a receita das bebidas .

JOY

Vy disse...

Ola...

Pois é, infelizmente é uma realidade frequente, essa de nos deparar-mos com gente que não sabe lidar com "pessoas".
Porque a questão é essa, não se trata de gostar ou não daquilo que se faz a nivel profissional, porque parte-se de um principio que trabalhamos por necessidade de garantir o nosso sustento e bem estar, e, depois então, talvez se consiga conciliar também o prazer no trabalho.
Seja como for, temos de nos esforçar para sermos bons profissionais, e, isso consegue-se tratando com atenção e respeito o "produto" com o qual trabalhamos.
Ou seja um mecânico deve dar atenção ao motor do carro que está a reparar, tal como um barman deve dar atenção à pessoa que está a atender.
É tudo uma questão de principios... e infelizmente cada vez mais, os principios estão a ficar para o "fim"...
Beijo
Vy

Belzebu disse...

Se há coisa que me faz ficar verdadeiramente infernal, é ser mal tratado num bar ou num restaurante, onde vou para para comer ou beber um copo calmamente e onde a última coisa que espero, é alguém com umas bentas do tamanho do mundo a atender. Não é a primeira vez que saio pela porta fora e risco certos sítios, dos meus destinos habituais.

Por outro lado, acho que não te alongaste nada neste post. Ficamos a conhecer-te um pouco melhor e ainda por cima, fiquei a conhecer alguém com conhecimentos na área do shaker, o que é sempre bom!

eheh!!Aquele abraço infernal e um excelente 2008!

Laurentina disse...

Ui Adriano, por causa de caras assim e modos finos desses já me levantei varias vezes e ficou tudo lá para quem quis...mas é que nem satisfações dou, levanto ancora e tunga porta fora!!!
Amor com Amor se paga.

Beijão grande e tudo de bom para este ano que ja se adivinha azedo!!!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido amigo, passei para deixar-te um beijinho.
Fernandinha

http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt disse...

oi! passando para ver se tinhas novidades e paraa te dizer k tenho novo poema :) se kiseres nos meus links está o meu hi5 e podes dar uma olhada
bjo
carla granja

Mac Adriano disse...

Embora eu seja mais vinho tinto, receitas de cocktails também me interessam. Venham mais. Quanto ao restaurante, por mim era simples: não punha lá mais os pés.

Simplesmente...Joana disse...

Com contacto com o publico, todo o cuidado é pouco, deverá haver sempre um pouco de simpatia para dar, mas quando acontece de apenas receber-mos "ordens" dos clientes, a vontade é responder-lhes á letra, e muitas vezes a tampa salta...

Tudo depende um pouco da forma como nos falam também...