terça-feira, agosto 26, 2008

Ainda sobre os jogos olimpicos

Vicente Moura, em plena competição, afirmou que as coisas estavam a correr mal, criticou o brio profissional (ou ausência dele) e disse que se ia embora no final do mandato porque se tem de tirar ilações das coisas, despachou o Marco Fortes para Portugal, etc.... Depois O Nelson Évora ganhou o ouro, em termos de classificação final ficamos em 46º e por isso já se quer ficar mais um mandato. Isto é o típico português em pessoa, aquele que muda de opinião como quem muda de camisa, aquele típico oportunista!

Eu não acho que tenha sido uma prestação por aí além: Esperava Ouro da Vanessa Fernandes...defraudou as expectativas (pelo menos as minhas), pois ela havia ganho 20 provas consecutivas e nestes JO "quase" ia cometendo dois erros que lhe tirariam qualquer medalha! A Naíde foi o que chama um azar...o Obikwellu esperava vê-lo pelo menos na final a disputar o 3 lugar.. para mais não daria! A Telma Monteiro desiludiu-me um pouco quando referiu as arbitragens..

Não acho que os atletas devam conselheiros para os ajudarem na relação com a comunicação social. Não sou a favor das do aumento das verbas para os jogos olímpicos de 2012. Acho que Vicente Moura tivesse um pingo de vergonha jamais pensaria candidatar-se ao que quer fosse relacionado como os JO!

É evidente que algumas declarações dos atletas revelam uma estupidez fora do comum, principalmente a atleta que afirmou que os jogos olímpicos não eram provas em que ela se sentia bem! (se alguém não se sente bem num estádio com 90 000 pessoas, televisionado por biliões de pessoas vai-se sentir bem onde? no campo de cocujães com 23 pessoas das quais 10 do staff do estádio, e 13 remanescentes familiares?). O Marco Fortes não devia ter dito o que disse evidentemente....

O Vicente Moura, a comunicação social (ávida dessas coisinhas mesquinhas e polémicas) e alguns portugueses logo vieram criticar e tal.. Os portugueses estão desculpados pois foram bombardeados pelos mass media... agora é assim.... se a Grande Naíde Gomes tivesse ganho (e ela saltou mais nos nulos do que a brasileira que se tornou campeã olímpica), se a Telma Monteiro chegasse lá.... se O obikwellu conseguisse chegar à medalha... (eu sei que já falei 3 vezes neste parágrafo em "se" mas já la vamos)... se isso tivesse acontecido ninguém daria importância ao Marco Fortes & Cª!

A selecção de raguebi perdeu com a Nova Zelândia por mais 90 pontos, perderam jogo atrás de jogo e são os heróis nacionais,,os lobos...

A selecção nacional de futebol nunca ganhou nada.. népia... e foram bandeiras, foram heróis por terem ficado em segundo lugar a jogar em casa no euro 2000....perdendo com a mediana Grécia!

Vamos agora aos "ses"... A Naíde Gomes é campeã do mundo, a Telma Monteiro é campeã europeia, o obikwellu foi campeão mundial de juniores, campeão da europa, medalha de prata nos jogos olímpicos de atenas em 2004.... por isto justifico os "ses" do penúltimo parágrafo... é que estes atletas já ganharam, são campeões e por exemplo a selecção de futebol sénior apenas "quase" que ganhou....

7 comentários:

Zé Povinho disse...

Já por diversas vezes manifestei a minha opinião sobre o futebol e a razão da sua popularidade, não só por cá. O dinheiro que corre à larga, os holofotes de toda a comunicação social durante todo o ano, para focar apenas o que é evidente. As outras modalidades são parentes pobres do "desporto mediático", e não merecem tanta atenção do público, excluindo claro as grandes competições a nível internacional.
Os resultados até nem foram nada maus, embora as nossas expectativas estivessem demasiado altas, mas também não admira, pois o tal comandante, que até foi desportista, cometeu um erro de palmatória, ao comprometer-se com um número de medalhas, como se ignorasse que em competição nada está garantido, o que é simplesmente básico.
Abraço do Zé

LopesCa disse...

As nossas expectativas eram muito altas.
As entrevistas foram terríveis podiam ter sido simples piadas privadas mas foram ouvidas por todo o país :S

Anónimo disse...

ooooppps

Antunes Ferreira disse...

LISBOA - PORTUGAL

Olá!

E viva o Comandante Moura! Ganda salto para trás. Ó sôr Vicente ainda presidente: o COP não morre se vocemecê se for embora. Deixe de ser camaleão e não dê o dito pelo não dito...

Os atletas lá cumpriram os repectivos papeis. Mas, ois: Vanessa e Nelson sá há dois!

Cheguei a este blogue através de outros que costumo visitar e neles postar comentários. Cheguei, vi e… gostei. Está bem feito, está comunicativo, está agradável, está bonito – e está bem escrito. Esta é uma deformação profissional de um jornalista e dizem que escritor a caminho dos 67…, mas que continua bem-disposto, alegre, piadista, gozão, e – vivo.

Só uma anotaçãozinha: Durante 16 anos trabalhei no Diário de Notícias, o mais importante de Portugal, onde cheguei a Chefe da Redacção – sem motivo justificativo… pelo menos que eu desse com isso… E acabo de publicar – vejam lá para o que me deu a «provecta» idade… - o me(a)u primeiro livro de ficção «Morte na Picada», contos da guerra colonial em Angola (1966/68) em que, bem contra vontade, infelizmente participei como oficial miliciano.

Muito prazer me darás se quiseres visitar o meu blogue e nele deixar comentários. E enviar-me colaboração. Basta um imeile / imilio (criações minhas e preciosas…) e já está. E se o quiseres divulgar a Amiga(o)s, ainda melhor. Tanto o blogue, como o imeile, tá? Muito obrigado

www.travessadoferreira.blogspot.com
ferreihenrique@gmail.com

Estou a implementar e desenvolver o projecto que tenho para o meu www.travessadoferreira.blogspot.com e que é conferir ao meu/vosso/NOSSO blogue a característica de PONTO DE ENCONTRO entre os Países fraternalmente ligados – Portugal e Brasil. E outros PALOP e etc…
Se me enviares o teu IMEILE, poderei enviar-te «coisas» que ache interessantes. Se, porém, não as quiseres, diz-me que eu paro logo. Sou muito bem-mandado (a minha mulher que o diga…) e muito obediente (cf. parênteses anterior). Abrações e queijinhos, convenientemente repartidos e distribuídos

– Desculpa por este comentário ser tão comprido e chato. Como a espada do D. Afonso Henriques…
- Já conheces o me(a)u «Morte na Picada» que acima menciono? Há quem diga que é muito bom. E até que é o melhor que se escreveu em Portugal sobre o tema. Dizem… Obviamente que não sou eu a dizê-lo… Só faltava… E também há quem tenha escrito que é SANGUE & SEXO… Malandrecos… Pelo sim, pelo não, compra-o.
Depois de o leres, se, por singular acaso, tiveres gostado dele, terás de comprar muitíssimos mais exemplares. São excelentes prendas de aniversários, casamentos, divórcios, baptizados, e datas como Natais, Carnavais, Anos Novos, Páscoas, Pentecostes, vinte e cincos de Abris, cincos de Outubro, dezes de Junhos. Até para funerais. Oferecer o «Morte» na morte fica bem em qualquer velório que se preze. E, além disso, recomenda-o, publicita-o, propagandeia-o, impinge-o aos Amigos, conhecidos, desconhecidos & outros, SARL. Os euros estão tão raros e... caros...
++++++++++++
A editora da obra é a Via Occidentalis (occidentalis@netcabo.pt) cujo site é www.via-occidentalis.blogs.sapo.pt. Neste blogue podem ser consultados mais dados sobre o livro, cujo preço de capa é € 14,70. ATENÇÃO: Pode ser comprado pela Internet.
++++++++++++
NOTA IMPORTANTE: Este texto de apreciação e informação é similar em todos os casos em que o utilizo. Digo isto, para quem não surjam dúvidas ou suspeitas sobre a repetição em diferentes blogues. E para que ninguém se sinta ludibriado – ou ofendido… Há feitios que… Mas, sublinho, apenas o uso quando o entendo, isto é, quando gosto mesmo dos que visito. Nos outros onde também vou, se não gosto, saio sem comentários. Há muitos mais. Aqui na terrinha diz-se que «se não gostas, põe na beirinha do prato…»

adrianeites disse...

vamos lá espreitar esse blogue!

susana disse...

O mais importante nunca é dito na comunicação social e são as condições em que os atletas treinam e se preparam durante uma vida. O exemplo dos nadadores: a partir de infantis passam a fazer treinos bi-diários. Como a escola começa às 8h30 e nunca se deram condições especiais para atletas, há que treinar às 6 da manhã, ir para a escola, estudar, treinar à noite e assim durante anos. Tudo bem que quem corre por gosto não cansa, mas também não rende o que deveria render e dps não se peçam medalhas. Os nossos olímpicos estão lá por um grande mérito. Trainaram anos e anos em péssimas condições sem nunca terem direito a multidões a aplaudi-los. Claro que uns são mais maduros do que outros. Uns são idiotas e outros não. Mas são todos grandes atletas. O mais parvo é mesmo o tal do Marco, que até já seu uma entrevista em cuja foto ele está na cama!

adrianeites disse...

lol....

de facto não ha condições!