terça-feira, outubro 23, 2007









Jardim Gonçalves paga dívida do filho mas não se demite, in jn

afinal a história do perdão fazia sentido...

O título da noticia é engraçado! "Paga... mas não se demite".. estava-se mesmo à espera...

Vamos ver no que isto ainda vai trazer à tona!!!

9 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

E foi a pronto pagamento ?

Belzebu disse...

Então não foi o mesmo Jardim Gonçalves, que tinha dito que o perdão tinha sido um acto de gestão perfeitamente legal? Então porque pagou?

Estava a ver o poder fugir-lhe das mãos?
Enfim, uma vergonha!

Aquele abraço infernal!

adrianeites disse...

tiago.. ao que parece sim... mas tb o que são 12 milhões para ele?

belbezu... lá diz o povo que não há fumo sem fogo!

Zé Povinho disse...

Cada vez se entende menos o que deseja Jardim Gonçalves. O afastamento já teve o seu tempo, agora teremos um arrastar doloroso até à queda imposta por outros accionistas do banco, o que terá de acontecer mais cedo ou mais tarde.
Abraço do Zé

Vladimir disse...

Enquanto esperava no restaurante o pensamento do Vladimir da Lapa voou, veja até onde….

o verdaeiro espírito de família....

JOY disse...

Boas Adrianeites,

O tiago faz uma pergunta certeira ! de que forma foi pago, 12 milhões são 12 milhões mesmo para o Jardim Gonçalves.


JOY

quintarantino disse...

Escrevi por aí, já nem sei bem onde, que considero o acto louvável no plano ético.
O problema é que o acto não precisava de ter surgido se tivessem tido o bom senso de nunca terem dado azo à concessão do empréstimo.
Paralelamente, nem tudo o que é ético é legal e vice-versa. Ora, no caso presente, mantêm-se as questões legais.
Quanto ao afastamento penso que Jardim Gonçalves ou não percebeu que o seu tempo já era ou alguém o anda a querer iludir...

O Guardião disse...

Como irá ele saír? Pelo seu pé, ou empurrado?
Cumps

adrianeites disse...

eu acho que ele vai por um testa de ferro lá e vai tentar a imgame que deu de frosques!